Defesa Civil analisa estragos causados pelas chuvas em Santa Rita do Araguaia

Após ser acionada diretamente pela prefeita Tânia Salgueiro, a Defesa Civil esteve em Santa Rita do Araguaia na quarta-feira, dia 29, para mapear a real extensão dos estragos provocados pelas fortes chuvas que têm atingido a cidade. A equipe composta por sete oficiais do Corpo de Bombeiros foram acompanhados pela própria prefeita e por seus auxiliares diretos, em uma comitiva formada por secretários e superintendentes municipais, em visita a todos os bairros da cidade.

 

 

Eles se utilizaram de drones para fazer a captação de imagens aéreas, que contribuirão para mensurar o tamanho dos danos. Imagens térreas também foram captadas e vão contribuir para embasar o relatório que pede que se decrete situação de emergência no município. Conforme explicou o tenente do Corpo de Bombeiros de Goiás, Valdick Aparecido Rocha Ribeiro, a vistoria no município foi bastante produtiva e serviu para levantar provas necessárias para embasar o pedido de emergência para Santa Rita do Araguaia. “Durante essa visita foi possível esclarecer muito fatores. Realmente a cidade precisa de uma intervenção do Governo Federal, que lhe permita consertar suas ruas. Nós vamos assessorar a prefeita a conseguir o decreto de emergência”, declarou.

 

 

É preciso ser decretada essa situação de emergência para que os governos Federal e Estadual destinem recursos com maior agilidade. No governo Federal, os recursos são requisitados no Ministério da Integração Nacional. “A maior parte dos trâmites é feito pela prefeitura, mas vamos assessorar a prefeita a levar o processo até lá”, explicou o tenente.

 

 

CONTRAPARTIDA MUNICIPAL

 

 

 

A prefeita Tânia Salgueiro se comprometeu a empenhar esforços na confecção desse relatório, com o auxílio de um engenheiro técnico que precisa assiná-lo. “Temos buscado auxílio junto aos deputados estaduais para nos ajudar nesse sentido. E já recebemos a sinalização do Deputado Estadual Francisco Júnior, para contribuir conosco neste sentido”, declarou a prefeita.

 

 

Segundo informa Tânia, o próximo passo é fazer um plano de ação que conste os custos necessários para recuperar as vias públicas, por exemplo. Esta ação vai lhe permitir a melhor trafegabilidade das vias, mas ainda não será a solução definitiva para Santa Rita do Araguaia, que carece de um sistema de melhor drenagem do solo, e precisa de galerias pluviais para garantir o escoamento correto das águas das chuvas. “Os problemas que enfrentamos hoje não são de rápida solução. São problemas a serem atacados com ações nos próximos 20 anos. Mas temos que iniciar esse processo, temos que dar visibilidade a esses problemas que se arrastam a tanto tempo. Precisamos iniciar esse levante para deixar para as próximas gerações a continuidade de nosso trabalho”, alertou.

 

Assessoria de Imprensa

Gestão Desenvolvimento para todos

Compartilhar

Desenvolvido por