Mais de 80 pacientes por dia recebem medicação gratuita em Santa Rita do Araguaia

O município de Santa Rita do Araguaia (GO) localizado no sudoeste goiano, com um pouco mais de 8 mil habitantes (dados do IBGE) tem registrado um grande número de atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, inclusive na Farmácia Básica do município.  

 

Com atendimento de um médico, duas dentistas e atenção básica de duas enfermeiras, foram registrados do dia 1º a 17 de janeiro de 2019, 1.000 (MIL) atendimentos na Farmácia Básica, resultado da boa gestão que a Secretaria Municipal de Saúde, gestão Desenvolvimento para todos, vem desenvolvendo no município.

 

A farmacêutica responsável pela Farmácia Básica Municipal, Elizabeth Carloto Falbota, faz algumas orientações a população quanto a entrega de medicamentos.

 

“Qualquer medicamento não pode ser fornecido sem RECEITA MÉDICA e sem o CARTÃO SUS seguindo a legislação do Ministério da Saúde. Gostaria de esclarecer ainda alguns pontos sobre a entrega de medicamentos de HIPERTENSÃO E DIABETES. A Farmácia Básica não tem a obrigatoriedade de fornecer os medicamentos de hipertensão arterial e diabetes se os mesmos são ofertados pelo Programa Farmácia Popular, presente nas farmácias particulares conveniadas. Para receber o medicamento da Farmácia Popular, o paciente deve se cadastrar levando a receita atual, prescrita pelo médico e o CPF. O medicamento é gratuito e o cadastro e válido por 6 meses”, explica a farmacêutica.

 

Conforme Elizabeth já os medicamentos de HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES que fazem parte da farmácia básica municipal são fornecidos para a população, mediante cadastro, válido para seis meses, onde os mesmos devem apresentar cartão nacional de saúde (SUS) e receita atual prescrita pelo médico do município.

 

FÁRMACIA POPULAR

 

Segundo o Ministério da Saúde, o Programa Farmácia Popular do Brasil foi criado com o objetivo de oferecer mais uma alternativa de acesso da população aos medicamentos considerados essenciais. O Programa cumpre uma das principais diretrizes da Política Nacional de Assistência Farmacêutica. 

 

Para utilizar o Programa Farmácia Popular, o cidadão deverá comparecer a um estabelecimento credenciado, apresentando os seguintes documentos:

 

  • documento oficial com foto e número do CPF ou documento de identidade que conste o número do CPF.
  • receita médica dentro do prazo de validade (365 para anticoncepcionais e 180 dias para os demais medicamentos ou fraldas geriátricas), tanto do SUS quanto particular.

A farmácia irá verificar seus dados, os dados da receita e, em seguida, acessar o sistema de vendas para processar a dispensação do medicamento ou fralda geriátrica. Depois de efetuada a venda, serão emitidos 02 cupons: Cupom Fiscal e Vinculado. 

 

O Cupom Vinculado deverá ser obrigatoriamente assinado pelo próprio usuário, assim como o endereço deverá ser preenchido no momento da compra. Serão emitidas duas vias (uma via ficará com você e outra com a farmácia). 

 

Além disso, o estabelecimento irá tirar uma cópia da receita médica para deixar armazenado junto aos cupons. 

 

ATENÇÃO! A receita original não poderá ser deixada na farmácia, apenas a cópia!

 

Para ser aceita pelo Programa Farmácia Popular, a receita deverá conter obrigatoriamente carimbo e assinatura do médico, endereço do estabelecimento de saúde, data da prescrição, nome e endereço do paciente.

 

Assessoria de Imprensa

Gestão Desenvolvimento para todos!

Compartilhar

Desenvolvido por