Parceria entre UNEMAT e CREAS oferta curso de Eletrônica Básica para adolescentes

Com o objetivo de qualificar profissionalmente, proporcionar conhecimento, motivação, diversão, companheirismo e trabalho em equipe através de atividades práticas em laboratório, a parceria entre a Universidade do Estado de Mato Grosso e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) tem proporcionado a mais de 10 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade à prática da Eletrônica Básica.

 

O curso teve início em abril de 2018 e as aulas são ofertadas no período vespertino, todas as terças e quintas, das 14h às 15h30min, no Laboratório de Eletrônica e Sistemas Embarcados do curso de Bacharelado em Ciência de Computação do Campus de Alto Araguaia (MT) da UNEMAT, com exceção do período de férias escolares e feriados.

 

Conforme a orientadora social do CREAS, Valquiria Araújo, o público alvo do curso são jovens em situação de vulnerabilidade. “São jovens que vivem em famílias com renda de até três salários mínimos, muitos provêm de famílias de pais e mães desempregados. A equipe do CREAS faz a seleção dos alunos que poderão participar do curso. Visto que a procura foi grande, dividimos em DUAS TURMAS, alunos assistidos pelo CREAS e alunos matriculados na rede municipal e estadual de ensino a partir do 5° Ano”, explica à orientadora.

 

Para o coordenador do projeto, professor doutor Fernando Yoiti Obana as atividades desenvolvidas durante o curso permitem o acesso a bens culturais em forma de valores contrários à violência, além afastar os jovens de situações de risco. “O projeto de extensão já acontecia na UNEMAT onde os alunos do curso de Bacharelado em Ciência de Computação do Campus de Alto Araguaia da UNEMAT fazem a reciclagem de eletroeletrônicos. O CREAS interessado em promover um curso diferente, que chame a atenção dos adolescentes, nos procurou e firmamos a parceria como mais uma opção para afastar estes jovens de situações de risco. Em contrapartida, a Secretaria de Assistência Social (GO) fez a doação de 10 multímetros digitais Minipa, modelo ET-1002 para o laboratório de Eletrônica e Sistemas Embarcados onde todos os alunos utilizam do material, inclusive os alunos monitores do projeto ”, conta o professor.

 

Conforme Obana, durante a oficina os adolescentes no primeiro momento aprendem o básico em eletrônica como reconhecer e para que servem os componentes eletrônicos, montar circuitos eletrônicos. No segundo momento, os jovens aprenderão a controlar sistemas eletrônicos, confeccionar robôs, automatizar uma casa, por exemplo. “É uma qualificação funcional, os alunos poderão mais à frente usar para trabalhar em manutenção de dispositivos eletrônicos e até obter uma renda”, explica o professor.

 

Além do CREAS, outro parceiro do projeto é a empresa Café Araguaia, que incentiva os alunos fornecendo um pacote de café para a turma saborear durante a oficina.

 

A estudante M.E, 18 anos, assistida pelo CREAS, participa das aulas e recomenda o curso para os jovens. “O curso desperta o tempo todo o interesse dos alunos, principalmente para quem gosta de estar “antenado” em computadores, celulares, na modernidade. O curso é ótimo e aconselho e convido outros jovens a participar”.

 

Durante as férias escolares o curso entrará de recesso, mas em fevereiro novas inscrições serão abertas para crianças e adolescente a partir do 5° Ano. Os interessados devem procurar o CREAS de Santa Rita do Araguaia, na Avenida José Manoel Vilela, 758, Centro.

 

Assessoria de Imprensa

Gestão Desenvolvimento para todos!

 

 

 

Imagens

Compartilhar

Desenvolvido por