Planejamento Socioambiental entre Santa Rita e Alto Araguaia

Tadeu esteve segunda-feira (15/02), na sede da prefeitura de Alto Araguaia-MT com Gustavo Melo, para discutir estratégias de melhorias no destino final do lixo urbano. Também fizeram-se presentes dentre as autoridades, a Associação Comercial–(ACEAIA) de Alto Araguaia que abrange os dois municípios, a promotora Ludmila Evelin de Farias participou por videoconferência online.  A proximidade dos municípios requer uma ação conjunta das gestões no que tange o descarte. Dentre os objetivos da reunião discutiu-se sobre o planejamento para implementar a conscientização sobre o tema e, ações pautadas na sustentabilidade. Ciente da importância do desmantelamento dos lixões, bem como a preocupação com a segurança dos trabalhadores, que vivem em condições subumanas nestes espaços em busca do sustento pelos recicláveis, Tadeu está articulando soluções colaborativas com Gustavo.

Tadeu sugeriu que Associação de Catadores de Material Reciclável do município de Alto Araguaia (ASCALTO), estenda sua amplitude de atuação para o município de Santa Rita do Araguaia-GO, abarcando os coletores de recicláveis que estão sem cooperativa na cidade. Desta maneira, Tadeu também propõe que Santa Rita poderá colaborar fornecendo materiais, afim de contribuir com o volume necessário para que a atividade seja economicamente viável aos coletores, que necessitam atualmente de 140 toneladas ao mês.

O Secretario de Meio Ambiente de Santa Rita do Araguaia-GO, Vandro Claudio Lorenzi, também conhecido como “Gaúcho”, esteve presente na reunião e disse que uma das metas do município é reciclar 70% do lixo destinando apenas 30% ao lixão. Outro ponto salientado por Gaúcho foi o projeto de adequação dos prédios públicos, que prevê a implantação de 22 lixeiras de coleta seletiva “Por que se nós começamos dentro dos órgãos públicos, se um número X de pessoas, 100 pessoas, por exemplo, que trabalham aqui forem conscientizadas, serão mais 100 famílias que em suas casas também estarão se educando” exemplifica.

Para Tadeu a reintegração dos coletores é primordial no plano, outro ponto é o fomento de ações educativas para a comunidade, ele declara “Até 2030 já se sabe que precisamos erradicar esses lixões. Também precisamos retirar esses catadores desses locais, isso não será mais permitido é uma vida subumana! Tendo esses objetos recicláveis um destino adequado naturalmente haverá uma receita para esses catadores, para que eles consigam se manter.” O prefeito finaliza sua fala informando que “ Este é um compromisso entre autoridades, está marcada para (15) de março uma outra reunião para dar continuidade ao projeto, e Santa Rita precisa estar inserida pois as cidades são muito próximas, então precisam estar unidas.”

 

Assessoria de Imprensa | Aline Nascimento – Alex Oliveira 22/02/2020

Compartilhar

Desenvolvido por