Dia nacional da Consciência Negra

O idealizador do Dia Nacional da Consciência Negra foi o poeta, professor e pesquisador gaúcho Oliveira Silveira (1941 – 2009). Ele era um dos fundadores do Grupo Palmares, que reunia militantes e pesquisadores da cultura negra brasileira, em Porto Alegre.

 

Em 1971 (mesmo ano de fundação do grupo), ele propôs uma data que comemorasse a tomada de consciência da comunidade negra sobre seu valor e sua contribuição ao país. Escolheu o dia 20 de novembro, por ser o possível dia da morte de Zumbi dos Palmares, que ocorreu em 1695. Era muito mais significativo e emblemático do que comemorar o dia 13 de maio, Dia da Abolição da Escravatura, quando o regime escravocrata estava falido e não havia mais como se manter.

 

O 20 de novembro foi celebrado pela primeira vez naquele mesmo ano de 1971. A ideia se espalhou por outros movimentos sociais de luta contra a discriminação racial e, no final dos anos 1970, já aparecia como proposta nacional do Movimento Negro Unificado. De lá para cá, a data tem motivado a promoção de fóruns, debates e programações culturais sobre o tema em todo o país.

 

Em Santa Rita do Araguaia, a coordenadora da Secretaria de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial – SEMIRA (atual Secretaria Cidadã), Brasilina Ana sugeriu que fosse criado o feriado no dia que é comemorado a Consciência Negra e a Câmara Municipal aprovou e a então Prefeita Luzia Ferreira Costa e Santos , sancionou o Feriado Municipal, incluindo no Calendário Municipal de Eventos. No dia 19 de Novembro de 2008.

 

Por Superintendência de Cultura.

Compartilhar

Desenvolvido por