Prefeita e Secretária de Assistência Social entregam certificados do curso de Mecânica Industrial

Foi com muita emoção que os participantes do curso gratuito de mecânica industrial, caldeiraria industrial e solda eletrodo revestido, receberam nesta segunda-feira (02), o certificado de conclusão. Realizado pela prefeitura de Santa Rita do Araguaia (GO), através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano (SMASDH), o curso com duração de 80 horas capacitou 20 munícipes com aulas teóricas e práticas.

 

A Prefeita de Santa Rita do Araguaia, Tânia Salgueiro, explica que tem buscado maneiras de capacitar cada vez mais a população. “A melhor forma de se posicionar no mercado de trabalho é através da qualificação, por isso, é vamos continuar formando parcerias que possibilitem a preparação do Santaritense para o mercado de trabalho”, falou a Prefeita.

 

Já a Secretária de Assistência Social, Lorena Guimarães Souza, conta que o curso busca atender as necessidades população. “Precisamos apoiar os moradores para que eles possam estar preparados para a chegada de indústrias. Por isso, estamos trabalhando em politicas públicas efetivas, que profissionalizem nossos munícipes”, explicou.

 

O professor e Presidente dos Sindicatos das Indústrias de Mato Grosso, Alberto de Jesus Araújo, explica que vagas de emprego que antes sobravam devido à falta de qualificação, agora podem ser preenchidas pelos formandos. “Quem passa pelo curso está apto para o mercado de trabalho. Não é de hoje o que falta mão de obra qualificada no mercado”, conta Alberto.

 

O Sérgio Sales de Souza, conta que já tinha experiência na área, porém, não tinha como comprovar. “Hoje não basta a gente ter experiência se não tiver como provar, pois sem um certificado profissional, a sua experiência não vale nada, por isso, esse documento se torna tão valoroso na vida de cada um aqui”, fala Sérgio.

 

O professor, Alexandre Jesus Araújo, expressou a alegria de concluir uma turma sem nenhum desistente. “Graças a Deus, a partir de amanhã não somos mais professor e alunos, mas colegas de trabalho”. O participante Joaquim Neves de Carvalho, explicou que o motivo de não existir nenhuma desistência, se deu pela vontade dos alunos em ter um futuro melhor. “Em um momento de crise como esse, quando nós recebemos um curso tão instrutivo, temos que agarrar a oportunidade para se qualificar”, explica Joaquim.

 

A Roselaine Araújo e Souza, uma das três mulheres que concluiu o curso, fez um apelo. “Hoje vivemos em mundo em que a mulher pode chegar onde ela quiser, por isso, eu espero que nos próximos cursos tenha mais procura por parte das mulheres, já que hoje não tem mais nada de homem ou de mulher. Estamos aqui hoje para fazer a diferença”, ressaltou. Já a Maria Abadia Alves Pereira, falou que resolveu fazer o curso para dar um futuro melhor aos filhos.

 

Assessoria de Imprensa

Desenvolvimento para Todos!

 

 

Imagens

Compartilhar

Desenvolvido por